VW Days 2018

A cor amarela anda na moda... já o tínhamos referido!

    Quando decidimos avançar com o projecto All Wheels Photography e estipulámos as áreas de trabalho, compreendemos que poderíamos ter dificuldades em atender a tudo o que vai acontecendo no mundo automóvel. Apesar disso, temos conseguido gerir as sessões privadas com os eventos que vai decorrendo não só a nível nacional como também a nível europeu mas, e porque os euros não abundam há certos locais que ainda ficam longe para a desejada cobertura fotográfica. Sendo assim, temos feito alguns contactos com jovens que, tal como nós, têm o «bichinho» da fotografia e seguem estes eventos. Já trabalhámos com vários amigos, detentores da sua própria marca de fotografia, que nos fornecem as fotografias em crú de forma a que possamos editá-las e claro, formar um artigo como este.

Um dos portugueses por terras francesas, este fantástico 997 com suspensão a ar e jantes OZ Futura foi uma das estrelas do encontro.
Em destaque no artigo «Olive Green Passat».

    VW Days 2018. É esta a razão de estabelecermos parceria com João Reis, da Downlowit que levou a sua Volkswagen Passat (que figurou num dos últimos artigos que realizámos) a um dos eventos mundiais mais prestigiados ligados à cultura da marca alemã. A Volkswagen é uma das marcas mais bem sucedidas do mundo e alguns dos seus modelos têm milhões de seguidores, clubes e fãs. O VW Days ocorre em França, perto de Saint-Quentin e reúne centenas de projectos de base no grupo VAG (não se limitam aos Volkswagens) e outras marcas num detalhe comum: modificações simples mas que transformam totalmente um automóvel. Suspensões bem rebaixadas (a maioria (ou quase totalidade) recorrendo ao ar (air bags), jantes detalhadas e pormenores únicos fazem a montra deste evento.

O VW Golf do João Carias e o VW Passat do autor das fotos, João Reis.
A VW em clara maioria.

    Mas mais do que o evento, o engraçado destes certames são as viagens e o convívio dentro e fora do recinto. Mas antes disso, vamos a números que resumem bem o que é uma ida a um destes eventos: 4005 quilómetros feitos, 3 dias de viagem (ida e volta), 2 dias de evento, 5 depósitos de gasóleo e 0 problemas (o mais importante). A aventura teve início dia 14 de Junho, quinta-feira, pelas 6h da manhã. Quem nos segue sabe que levantar cedo para rumar a um evento automóvel não custa a nenhum destes «fanáticos» pelos carros. Muito menos para ir a um certame tão importante como o VW Days e claro, temos de pensar nos cerca de 2000 quilómetros a fazer. Este primeiro dia de viagem serviu para «comer» quilómetros e a pernoita já foi em Tours (depois de atravessar Portugal e Espanha).

A marca germânica Porsche estava também forte no VW Days.
Do mais clássico ao mais moderno, havia carros para todos os gostos

     No segundo dia, sexta-feira, era altura de percorrer as estradas francesas rumo a Paris e depois até à vila junto ao evento. No início desta etapa, o nosso enviado especial encontrou-se com o João Carias e Vitor Santos, ambos presentes também no evento. A três, a viagem lá se foi fazendo, com tranquilidade de forma a poderem apreciar as paisagens francesas. Ao final do dia chegaram ao Hotel Premiere Classe em Saint-Quentin onde inúmeros participantes do evento já se encontravam hospedados. O parque automóvel fervilhava com cor, com os sons dos escapes, da música e das várias línguas dos presentes. Alemães, ingleses, espanhóis, polacos, holandeses, italianos, portugueses… parecia que o Mundial de Futebol se jogava por ali. Ainda com o sol a espreitar, o grupo «tuga» juntou-se e foi até ao recinto do evento onde lhes foi dado acesso ao Show’n’Shine do VW Days, A noite da véspera do evento já prometia junto ao hotel. Vários ingleses, com o seu espiríto imparável, faziam pequenos grupos onde a temática era party, party all night long! Música, raters e até uma piscina infantil insuflável ocupavam o estacionamento do hotel. Mas para o grupo nacional, a noite encurtou-se pelo cansaço e rumaram aos quartos.

«Inserir legenda aqui.»
Começar a manhã de um evento com algo assim à frente é... inexplicável!

    Chegou rápido o primeiro dia do evento, 16 de Junho. Cedo o nosso enviado especial João Reis e restantes portugueses rumaram ao local do evento. Apesar do sábado ser sempre o dia mais fraco neste evento (tal como noutros, mesmo por cá), o recinto já se encontrava repleto de projectos que habitualmente vemos por vídeo e fotografia (bem, neste caso é mesmo isso que vão ver) e, relata-nos o João, é de se ficar de queixo caido com a qualidade dos projectos. Não se assistem a críticas de jantes (réplicas ou não), reclamações sobre um carro estar mais alto que os restantes ou mesmo sobre a tipologia dos modelos por ali expostos. Tudo e todos em convívio animado, com bastante conversa sobre as modificações feitas e especialmente, troca de ideias e de conceitos. Houve ainda tempo para algumas fotos dos projectos portugueses no palco do Show’n’Shine.

A Audi, sendo do grupo VAG, não falhou o VW Days, com bastantes exemplares.
Dos que mais cativou as objectivas no encontro, um fantástico BMW M3.

    De jantar tomado, era altura de se juntarem à noite mais movimentada do evento, ali mesmo no hotel Premiere Classe. Foram novamente os ingleses a começar a festa com a tal piscina insuflável a ser uma das atracções mas nada tirava a atenção dos vários carros que chegavam ao local, a cada minuto que passava. Arranques, burnouts e até drifts, valeu tudo para que a festa fosse de arromba. Devem estar a perguntar: e polícia? Problemas? Zero! Nada de stresses ou problemas. O ambiente de convívio e paixão automóvel estava em alta e serviu para controlar e conter os excessos que pudessem surgir.

    Com poucas horas de descanso, os «tugas» acordaram no domingo, segundo dia do evento, cheios de adrenalina e curiosidade em ver o evento e os projectos por lá expostos. E não tardaram a ficar largamente surpreendidos assim que chegaram ao VW Days 2018. Centenas de projectos, do VW Polo ao BMW M4, vários Porsches, várias versões de VW Passat’s, Audi«’s topo de gama, do clássico ao recente modelo, havia de tudo e para todos… prova disso foram as mais de 600 fotografias tiradas pelo João, que nós na AWP tivemos de escolher a dedo, pela qualidade não só dos projectos, como das fotografias em si. A tarde já ia avançada e o grupo português saiu do evento rumo a Paris para aquela foto da praxe junto à Torre Eiffel e com sensação de «dever cumprido», o João despediu-se do restante grupo e rumou a Portugal, onde chegou já ao final da tarde de segunda-feira.

Dos modelos mais requisitados para a personalização.
O «crossbranding» foi uma evidência no VW Days 2018.

    Podem achar que há gente «maluca» para fazer tantos quilómetros apenas para ver automóveis parados num evento mas a paixão não se explica, compreende-se. Ao ler outros textos sobre o evento, ao ver vídeos e fotografias do VW Days, ficamos com a sensação que é um evento que tem de ser visitado pelo menos uma vez na vida, algo que nos é imediatamente confirmado pelo João. Muitas conversas, muitas amizades feitas e relembradas e aquela sensação de estar em casa mesmo a mais de 2000 quilómetros de distância é algo que faz valer a pena o esforço de «ir ver uns carros parados num evento».

error: Content is protected !!