El Fiesta del Stance

       Os dias após as festas de Natal e Ano Novo são habitualmente de recuperação; recuperar a dieta, recuperar as horas de sono, recuperar da preguiça do sofá mas para nós, é sim recuperar deste ano. Não queremos «enjoar» ninguém com a mesma conversa que vemos em todos os sites, nas publicações das redes sociais ou mesmo nas reuniões virtuais de amigos mas 2020 foi um ano miserável. À conta do que passámos, das privações de estar com a família e com os amigos, da ausência de eventos culturais ou, os que mais sentimos a falta, os automobilísticos. Também nas sessões fotográficas notámos o impacto desta pandemia, embora tenhamos conseguido juntar ao nosso portefólio alguns bons exemplares das nossas várias áreas de contacto. Mas não queremos falar dessas várias sessões mas sim desta feita a um simpático Ford Fiesta.

    As parcerias foram algo que no ano de 2020 foram exploradas e re-definidas. Deixámos algumas pelo caminho, fizemos novas e melhores amizades e criamos ligações com várias empresas do ramo automóvel. Uma das últimas (aliás, a última mesmo) foi com a Buckler.pt, cujo dono, o Diogo, é nosso amigo e cliente já quase desde o início da aventura AWP. Assim, foi com agrado que aceitámos fazer estas fotografias, do terceiro projecto pessoal que está para venda (e acreditamos que não demore muito a ser vendido, pelo valor pedido e pelo que é oferecido por esse valor). Este pequeno utilitário da Ford sempre mostrou ser uma excelente base para alterar e investir algumas modificações mas no entanto, continua a ser um excelente ponto de partida. Por cá existem alguns bons projectos, mas este é especial, pois é «da casa» por ser de um parceiro nosso.

Baixo, como manda a «lei» do stance.

     Um carro preto tem os seus desafios para fotografar e fazê-lo com sol directo causa algumas limitações quer na fotografia em si, quer no resultado final, especialmente se queremos mostrar o resultado final de uma lavagem mais cuidada e da recuperação do brilho com os produtos da nossa parceira Autofinesse.pt. Mas fomos adiando o início da sessão ao longo do dia o que se mostrou bastante proveitoso para conseguirmos um tempo mais nublado e claro, otimizar os reflexos e mostrar melhor as linhas e alterações feitas neste Fiesta. E foi mesmo em bom tempo, dado que na parte final, S. Pedro resolveu brindar-nos com aguaceiros.

       O Ford Fiesta tem sido responsável por grande parte dos lucros da Ford. Desde que foi lançado, há já mais de 40 anos, passou por inúmeras gerações e foi sempre uma das escolhas de jovens famílias para primeira viatura, pela sua boa qualidade de construção e fiabilidade. Com os tempos a modernizarem, também o Fiesta foi crescendo em tamanho e em detalhes como o chassis adaptativo e mais resistente à torção que alguns dos seus concorrentes e com motores de baixa manutenção. Nas últimas gerações, partilha a mecânica com o Focus, do segmento seguinte, mas devido ao menor peso, tem uma excelente relação entre a cilindrada e o consumo que no caso deste 1.6 TDCi (basicamente o mesmo bloco que o grupo PSA – HDi) consegue médias facilmente abaixo dos 5 litros a cada 100 km percorridos.

      Este projecto partilha a garagem com outros dois veículos bem conhecidos das «lides» do stance nacional, o Audi A4 e o Golf GTi e a temática do black on clear wheels é latente nos três projectos. Este Fiesta foi adquirido para ser o veículo da casa, o allrounder e não com objectivo de ser mais um projecto. Aliás, é o veículo da sua companheira Marisa mas como muitos dos que gostam deste estilo de projectos, ter um carro stock em casa é impensável e o bichinho das modificações atacou novamente e o resultado está à vista.

       Sem grandes modificações, até porque o objectivo é cumprir com a máxima less is more este Fiesta conta com suspensão a ar da TM Pneus e Acessórios, empresa já conhecida a nível nacional e situada na Bobadela, às portas de Lisboa. Esta suspensão permite uma boa postura juntamente com as jantes de 17 polegadas raiadas e envoltas em pneus 185/35. Baixo perfil para um look sóbrio, limpo mas ao mesmo tempo com um toque de desportividade ou não fosse este Fiesta a versão Sport, que conta com um bodykit da Ford composto por um acrescento de pára-choques na frente, mais baixo e saliente e atrás, um difusor e também dois acrescentos laterais. No topo da mala temos um spoiler de grandes dimensões que ajuda a completar esteticamente este pequeno utilitário.

      Com a chuva a chegar, e antes de arrumarmos a máquina fotográfica, espreitamos o interior. Aqui não há modificações, pois como dissemos, este veículo é utilizado diariamente logo o objectivo é a função ao invés do show. Assim no habitáculo temos espaço e conforto, até porque se trata de um veículo comercial logo o espaço para o condutor e passageiro é bastante. O volante de três braços tem boa pega, e ergonómico e tem a direcção leve, tal como se quer num veículo deste segmento e juntamente com a posição de condução, é um bom estradista também, dado que o chassis está focado para a resistência e flexibilidade neutra.

       Foi uma sessão que já estava pensada há algum tempo e aproveitámos o estabelecimento da parceria com a Buckler.pt para explorarmos mais este pequeno Fiesta. É um artigo de despedida, dado que está para venda este projecto mas ao mesmo tempo servirá como memória e como lembrança para quem o construiu e conduziu diariamente. E é isso que gostamos principalmente de fazer na AWP, partilhar a paixão pelo veículo, mostrar a ligação que existe entre a pessoa e o seu veículo, neste caso, entre a Marisa e o Diogo e o seu Ford Fiesta. E apesar desta sessão ter sido a última de 2020, é a primeira a ser partilhada em 2021 o que mostra o nosso foco para este ano que terá de ser de mudança e de afirmação para nós na AWP.

error: Content is protected !!