Daytona Violet

     «Esta carrinha é conhecida já» deverão estar vocês a pensar. Verdade, é a terceira vez que a BMW E91 do Sérgio também conhecido como Careka aparece na Allwheelsphotography. Verdade seja dita e em abono da nossa defesa, esta E91 tem aparecido sempre com «roupagens» diferentes, justificando assim a recorrência da mesma por aqui. Ainda assim, apenas a segunda fase fotografada não teve direito a artigo completo. A versão de 2018 ficou registada em álbum na nossa página do facebook e recebeu imensa boa onda e comentários positivos. O aspecto clean de 2018 é transportado para este ano mas com alterações que são bem visíveis nas nossas fotografias e que por si só, justificam um artigo completo.

O violeta e o carbono. Duas constantes neste projecto.

    Mas mais do que ir fotografar um projecto automóvel, fomos passar mais um par de horas com amigos que vão sendo já de longa data e que a car scene juntou. Ver a evolução dos seus projectos é um deleite para nós e qualquer momento de convívio serve para algumas fotografias. Neste caso aproveitamos a preparação desta BMW para o evento Eurocrew onde venceu o prémio Top 2, um feito inédito para projectos automóveis portugueses no palco espanhol de Valência. Mas mais do que os prémios e que os carros, é mesmo a amizade, convívio, jantares e horas nos chats a partilhar ideias que mantém unidos os amigos que os carros juntaram.

    Falemos então do projecto em si. Visto e sabido é que os BMW são excelentes bases para quem gosta de desenvolver um projecto com base na personalização automóvel. Com imensos modelos, versões e hipóteses de adaptar o veículo às necessidades de cada um, a marca bávara tem visto os seus modelos serem alterados de forma sistemática e numerosa. Aliás, depois da Volkswagen, a BMW é atualmente a marca mais observada nos eventos por toda a Europa, desde modelos como o E9 até ao novo F31, passando pelo amado E30, E46 e claro a série 90, onde esta carrinha se inclui. Portanto, ter um BWM está na moda (e isso é visível nas estradas em Portugal, por exemplo) mas também está na moda alterar um BMW. Felizmente que a maioria deles são alterados com bom gosto, o que tem acontecido devido às politicas de selecção de projectos nos eventos.

A frente M Performance é realmente um misto de sobriedade e agressividade.

    Exteriormente esta E91 pouco alterou à estética do ano anterior no que concerne aos pára-choques e embaladeiras. Fiel ao provérbio «em equipa que vence não se mexe», o pack M Performance mantém a frente clean, linear, com traços sem complicações. Sem ter entradas de ar abusadas ou cannards nos cantos dos para-choques, a secção frontal desta BMW transmite agressividade e impõe o respeito necessário para um projecto deste estilo e magnitude. O contraste entre a nova cor BMW Individual Daytona Violet Metallic e o carbono dos «rins» é único e muito interessante de se observar, especialmente quando tem luz directa a incidir. Esta cor, específica de alguns modelos da divisão M tornou-se conhecida no M3 da geração E36, sendo uma das cores mais cobiçadas nestes modelos no mercado atual. Também existem derivações do mesmo tom noutras marcas, mas a base negra deste Daytona Violet é único da BMW.

     Na lateral a maior diferença para a versão de 2018, a par da cor (obviamente) são as jantes e travagem. Claramente um passo à frente das anteriores opções rolantes, o ano de 2019 fica marcado para este projecto como o ano da melhor fase para nós. As jantes RH de 19 polegadas são tripartidas e na frente são de 9 polegadas de largura com um lip de 3,5 polegadas, «abraçadas» por pneus 215/35. Já na traseira o assunto fica ainda mais sério, com a largura das jantes a passar para as 9,75 polegadas com lip de 4,5 polegadas e pneu 225/35.  Medidas abusadas que não são facilmente vistas noutros projectos. Matematicamente bem calculada foi também a forma como a travagem foi inserida neste conjunto. Basta ver a distância milimétrica entre a face interna das jantes e a maxila da travagem Porsche que na frente tem 6 êmbolos e discos de 350mm e atrás 4 êmbolos com discos 340mm (discos da versão 335d).

As lindissimas RH com «centerlock» BBS a tentarem esconder a travagem Porsche: um verdadeiro deleite!

    A traseira mantém o espírito da frente, com a linhagem M Performance a manter-se. O difusor em carbono alia-se à cor violeta para um look muito bem conseguido e juntamente com as duas ponteiras polidas em inox, dão a esta E91 um aspecto muito interessante para um projecto pois alia classe à desportividade. O camber das rodas traseiras e a aba das jantes a espreitar nas laterais também focam o olhar (e as lentes das nossas máquinas fotográficas) para esta secção desta BMW. Outra coisa que nos atrai o olhar deste ângulo é a rollcage, uma das muitas novidades no interior.

      Abrimos então as portas para nos pormos a par das alterações feitas no interior face ao ano de 2018. A mais óbvia é também a mudança de cor dos bancos. O anterior vermelho foi trocado por um mais ébrio castanho mantendo a pele e alcântara anteriores. O rebordo dos bancos em pele perfurada e o interior em alcântara com losangos casam na perfeição e ajudam a manter o corpo no sítio quando vamos em viagens mais atribuladas (sim, nesta E91) isso também acontece nesta carrinha. As baquets Recaro CS provenientes do Opel Corsa OPC dão o conforto e apoio lateral que se impõe e claro, dão um aspecto bem mais completo ao interior. E se formos para os bancos de trás, vemos as restantes alterações… bem, ir para os bancos de trás não é bem o termo, é mais espreitar os bancos de trás dado que esta E91 conta agora com uma rollcage cuja cor branca faz uma oposição fantástica com as costas das baquets em carbono e o castanho dos bancos.

      O restante do interior vem da versão 2018: o volante em alcântara agora com a risca central em preto, o controlador da suspensão TA de gestão AirLift 3H, a consola central em carbono e claro, o quadrante em branco e vermelho são um deja vu de outras fotografias mas convenhamos, são componentes que não passam de moda nesta BMW. E por isso, continua a ser um excelente local para se estar.

Carbono um pouco por toda a parte.

     Aproveitando que o céu limpou um pouco mais e o sol brilha com mais vontade, voltamos ao interior de forma a captar melhor a tonalidade do violeta com que esta BMW E91 se encontra pintada. A cor é realmente fantástica, profunda e até misteriosa. Deixa-nos a olhar, embebecidos para os diferentes painéis, detalhados minuciosamente pelo Fàbio da Lavagem Caetano. É realmente a alteração mais impressionante pois muda completamente o aspecto e a postura desta carrinha e realça as formas e ângulos da linhagem E91.

    Já referimos que este projecto venceu o Top 2 no Eurocrew em Valência e está preparado para vencer mais prémios. Os detalhes são fantásticos e a forma como tudo se conjuga é fascinante. Ao olhar para esta carrinha não vemos logo um projecto abusado e agressivo. As alterações feitas fazem com que nós olhemos em detalhe para todos os pormenores e analisemos as alterações feitas. Não se trata apenas e só de jantes e rebaixamento, apesar disso ser uma parte importantíssima deste projecto pois as RH e a travagem Porsche são um autêntico eye candy para aqueles que tal como nós, gostam deste tipo de automóveis, deste tipo de expressão, de arte. Iremos ver esta E91 mais vezes este ano e só podemos agradecer ao Sérgio a oportunidade de nos dar a exclusividade de apresentarmos a versão 2019 do seu projecto ao «mundo».

error: Content is protected !!