2k20 Fire&Ice

       Este Golf é muito conhecido no mundo do stance e da personalização automóvel. Tanto é que fazer um artigo dedicado a ele é um acontecimento de duas variáveis. Sabemos que vamos agradar bastante a algumas pessoas e sabemos que vamos fazer com que as críticas surjam novamente. Trazemos este artigo para 2020, dado que desde que migrámos a nossa base de dados para este novo website, o Mk2 do Carias (como é conhecido) ainda não figurava na nossa página dos projectos. Assim, aproveitamos as novas alterações e modificações neste projecto que não pára para o trazer à ribalta da All Wheels Photography.

O logótipo Fire&Ice no pilar C e o sticker Proud e da Alphaperformance são os poucos a decorar este Golf.

    Recordemos então o que sabemos desta edição limitada Fire & Ice que, resumidamente, surge no segundo modelo da linhagem Golf em 1990, unicamente para o mercado alemão, com várias especificações, associado a motores a gasolina e diesel e sempre com uma mão cheia de factores em comum, dos quais destacamos os mais óbvios: a pintura metálica em violeta, o logotipo no pilar C alusivo à edição e os interiores bicolores a seguirem a mesma tonalidade exterior. Segundo dados oficiais, foram produzidos em quatro patamares de potência a gasolina (incluindo versões GTI) e apenas uma motorização diesel, com o motor TD de 80 cavalos; o nosso  Fire & Ice está um pouco acima dessas especificações, contando com um swap para o saudoso 1.9 TD da Volkwagen, que veio dar a este Golf uma alma mais desportiva. Mas desses detalhes falaremos mais à frente.

     O Volkswagen Golf é um modelo de sucesso e dos vários milhões de exemplares vendidos por todo o mundo, há versões e edições que desde sempre se destacaram: os GTI’s, os GTD’s, algumas edições especificas de determinados mercados, as versões de aniversário, entre outras. Esta versão – Fire & Ice é originária da Alemanha e específica desse mercado (conforme dito anteriormente), pelo que obter um em solo nacional só é possível mediante a importação. A história deste Golf é simples: o João queria um modelo único, carismático e com história e quando um amigo o colocou para venda, o sonho realizou-se e o projecto teve início.

       O Fire & Ice em destaque no nosso artigo já foi capa de artigos em revistas da especialidade, já mereceu aplausos em eventos internacionais e é bastante conhecido por quem anda no mundo da personalização automóvel, além fronteiras. Prova disso são as várias publicações do seu projecto em fóruns internacionais e em páginas das redes sociais dedicadas ao mundo Volkswagen, com uma exposição mediática que nos chamou à atenção. Na AWP já sabem que, mais do que paixão sentida pelo dono de cada exemplar (seja ele automóvel, mota ou outro), damos voz à paixão que terceiros nutrem por determinados automóveis ou motos, tendo sido essa uma das razões para convidarmos o João a colocar o seu Golf II em frente às nossas objectivas pela segunda vez.

        Aproveitamos uma tarde de sol de outono na Margem Sul do Tejo para as fotos e mais uma vez o desafio estava lançado: captar decente e correctamente o violeta metálico que com a mudança da luz e da sua incidência, faz «flutuar» imenso a tonalidade. As nuvens quando tapam o sol tornam o Golf mais escuro, quase que preto e é necessário esperar que volte a brilhar para vermos a tonalidade violeta com reflexos dos flocos metálicos da bem cuidada pintura em todo o seu esplendor. È uma verdadeira pérola esta cor e está patente o cuidado que o João tem com a pintura, com a ausência de swirls, riscos ou marcas do uso em estrada. Adepto do detalhe, o João mantém, sempre que pode, o seu Golf II limpo e bem protegido, recorrendo não só a produtos de detalhe da nossa parceira AutoFinesse como também a películas de protecção. Um verdadeiro mimo este Golf.

    E já que falamos do tão bem cuidado exterior, vamos abordar o que define um projecto: as suas modificações. Este Golf II exteriormente pouco tem alterado, se nos resumirmos ao aspecto estético da carroçaria. A pintura mantém-se original com os decalques que distinguem esta versão, com alguns ajustes e detalhes como os diversos stickers de presenças em eventos e prémios obtidos. A frente é agora bastante diferente da que fotografámos há uns anos, agora com a grelha Hella e quatro faróis quadrados, sendo os interiores escondidos com «tampas» e com o emblema e  piscas cristalinos escurecidos, para um aspecto mais sóbrio. O capot conta agora com uma hoodscoop da Kamei e uns discretos windsplitters nas extremidades do mesmo.

        Na traseira, a temática é semelhante, e apesar do look stock deste Golf, destacando-se os farolins escurecidos, o spoiler também da Hella, a moldura de matrícula personalizada e a dupla ponteira (proveniente da panela final de 55mm) e que apenas com o motor ligado denuncia a linha de escape completa com downpipe, embora se mantenha silencioso q.b, sem exageros. Já anteriormente referido, este Golf viu o seu coração ser melhorado, com o transplante de um motor 1.9 TD da linhagem Volkswagen, sendo evidentes as melhorias dinâmicas e de consumos deste Golf.

         Claro que não podemos abandonar o exterior sem falar das modificações que mais se fazem notar: a suspensão e o chamado set rolante, sendo este modelo uma verdadeira montra do que se pode colocar num MK2. Este Golf II Fire & Ice já teve vários conjuntos de jantes, uns mais consensuais que outros, desde crossbranding (utilização de jantes de marcas automóveis diferentes da marca do carro em si) a jantes especiais e OEM’s. Neste momento, encontra-se com umas Rotiform LASR. As 17 polegadas de diâmetro com 8 de largura e ET 30 embrulhadas em pneus 185/35 confirmam ser uma aposta ganha em equilíbrio forma-função neste Golf, especialmente quando se faz uso da suspensão pneumática da TA Technics com gestão TM Pneus e Acessórios e se coloca o Golf quase assente no chão. Por trás das referidas  jantes escondem-se os travões também melhorados com discos ventilados de 312 mm na frente, sendo que na traseira os travões tambor foram substituídos por discos também, não descurando a segurança de quem circula neste Volkswagen Golf.

As bonitas LARS em 17" revelam-se excelentes companheiras para o dia-a-dia.

        Passando para o interior, a personalização manteve-se sóbria e o mais discreta possível, de forma a não desvirtuar o simbolismo e originalidade do interior desta edição especial. Os bancos da frente foram trocados por uns Recaro feitos manualmente com o tecido original, mantendo as tão características cores azul e violeta com os logos Fire & Ice gravados. A consola foi trocada por uma Votex e em conjunto com o volante da Audi fabricado pela Nardi de três raios, manteve o look original que tanto se quer e é necessário conhecer-se bem este interior para reparar no manómetro de pressão do sistema pneumático da suspensão arrumado no cinzeiro e na manete de velocidade com o conhecido formato de bola de golfe. Destacamos ainda uma das alterações mais evidentes neste habitáculo: a rollbar, devidamente aparafusada e construída em material de competição. O interior deste Golf torna-se um local agradável para se estar, carismático até. A combinação das cores fortes dos bancos com a tonalidade escura do tablier, portas e pilares atribui uma dose de classe e ao mesmo tempo alegria a quem nele se encontra.

        Alegria é o principal sentimento que o João experimenta cada vez que pega no seu Golf. Andar pelas artérias da cidade ou nos eventos e receber os thumbs up e acenos de aprovação por quem passa é a melhor forma de percebermos que estamos a fazer o correcto no nosso projecto. Não nos podemos esquecer, no entanto, que cada projecto que os petrolheads fazem é parte deles mesmo e acima de tudo, deve representar o seu autor, ao invés de servir para agradar aos outros, algo que o dono deste Fire & Ice defende acima de tudo. Num mundo virado do avesso pela pandemia que atravessamos, é bom ver que há coisas que apesar de mudarem, se mantêm fiéis ao que conhecíamos há uns anos. Não nos referimos apenas ao Golf II do Carias, mas sim também à sua forma de pensar sobre tudo o que se tem passado no mundo da personalização automóvel nas últimas semanas e que, de uma forma ou de outra, têm contribuído para aumentar a imagem negativa e o estigma associado a esta forma de arte.

error: Content is protected !!