2255 Car Detail - Aston Martin DBS - All Wheels Photography

2255 Car Detail – Aston Martin DBS

   Desde que a All Wheels Photography começou que estavamos a «dever» este artigo. As nossas parcerias têm-se revelado positivas no que toca a novas experiências e claro, a conhecer pessoas que tal como nós, são autênticos petrolheads. Estas parcerias ajudam a ambos os lados a crescer, revelar-se perante o público e aumentar a produtividade bem como chegar a novos públicos. Sem querer encher este artigo de «palha», temos de agradecer à 2255 Car Detail toda a ajuda quem tem dado ao longo destes dois anos de existência da AWP.

De linhas soberbas, este DBS é um hino à intemporalidade da Aston Martin.

    A trabalhar em full-time desde 2014, Filipe Costa é o rosto da 2255 Car Detail, que opera há alguns meses na nova morada, em Cacilhas, junto à antiga Lisnave. Pelo nome da empresa, já devem ter percebido o que é feito por lá. Mas desenganem-se se na 2255 apenas se lavam automóveis… a arte do detalhe e do cuidado automóvel é muito mais do que tirar a sujidade da chapa ou que polir a carroçaria. É a atenção ao promenor, a busca pela perfeição e claro, a paixão pelo automóvel. Mas não é só automóveis que a 2255 prepara, basicamente qualquer veículo de transporte cujo estado mereça intervenção, podem contar com esta empresa.

   E o que é isso do car detail? Felizmente que cada vez mais cada condutor vê no seu veículo mais do que um meio de transporte, o que faz com que se preocupe com a manutenção deste, desde a parte mecânica à eléctrica, passando claro pela sua limpeza. Sabe-se que a correcta manutenção da pintura e do interior, utilizando os correctos processos aumenta a semi-vida dos materiais e claro, previne o seu prematuro desgaste e despesas inesperadas. Com base nisso, dedicámos uns dias para conhecer o que pode ser feito para proteger um automóvel e claro, a arte de o fazer.

    E falando em arte, nada melhor do que ter uma autêntica obra de arte sobre rodas para este nosso artigo, um brilhante (pelo menos no fim do tratamento) Aston Martin DBS Vantage S, um verdadeiro hino ao que melhor se faz em termos automóveis nos dias de hoje. Dono de um possante motor de 6 litros V12, debita mais de 560 cavalos e é construído ainda com rigor manual, sendo que cada automóvel é personalizado e terminado de forma mais artesanal e com direito a placa personalizada com o nome do dono que, obviamente, omitimos neste artigo.

    Mas mais do que falar do automóvel em si, temos de falar do trabalho em si. Não vamos dar-vos uma aula sobre detalhe automóvel mas vamos escrever sobre as várias fases abordadas para o tratamento deste Aston. Antes de mais e de começar a tratar de qualquer veículo, o Filipe começa por reunir todo o material necessário para as diferentes fases do spa. A 2255 Car Detail orgulha-se de contar a seu lado com uma das melhores marcas actualmente no mercado no que concerne a produtos de detalhe. A Gyeon tem uma vasta gama de produtos que abordam toda e qualquer necessidade de cuidado automóvel, bem como uma panóplia de acessórios para aplicar esses mesmos produtos. Claro que uma grande marca como a Gyeon precisa de um conhecedor nato para saber correctamente tirar partido dos produtos e é aí que o conhecimento do Filipe entra.

Produtos específicos para cada fase do detalhe, by Gyeon,

   O início de qualquer processo de cuidado automóvel começa pelo básico. O chamado «bê-à-bá» do detalhe arranca com uma lavagem com sistema de dois baldes (ou neste caso, lavadora de alta pressão), usando um shampôo adequado à pintura metálica e polida à mão deste Aston. Esta lavagem visa remover a sujidade macroscópica bem como aliviar a carroçaria de impurezas mais agressivas que possam danificar a pintura na segunda fase. Essa segunda fase chama-se descontaminação e utiliza equipamento específico para remover partículas mais pequenas e que teimosamente permanecem presas à pintura. É clara a diferença entre o antes e o depois da descontaminação, ao passar a mão pelo painel trabalhado, menos áspero e mais suave após este acto.

O início do tratamento ao fenomenal DBS.
No final do artigo, o vídeo... não percam!

   Continuando ainda no exterior deste britânico raçudo, passamos para a correção de pintura. Neste processo o importante é mesmo a correcta leitura do estado da pintura e das camadas da mesma. Uma incorrecta análise pode danificar mais do que melhorar e apenas uma ida à oficina para repintar painéis pode recuperar isso. Mas na 2255 esse risco não existe. Exímios na arte do tratamento de superfícies metálicas, a correcta avaliação é um processo moroso mas certificado e garantido. Nesta fase também se aproveita para elevar o carro (neste caso) e remover jantes para aceder de forma correcta às cavas e toda a suspensão pois também o que não se vê numa primeira passagem de olhos merece atenção.

   Passando para a fase seguinte, segue-se a correção de pintura. Aqui entra o conhecimento adquirido por anos de experiência para obter o melhor resultado possível. O uso da polidora eléctrica veio aliviar horas de trabalho mas também aumenta os riscos de erro pois a passagem exagerada deste equipamento num local pode corroer a pintura e remover camadas dessa mesma pintura danificando irremediavelmente esse painel. Mais uma vez, o Filipe conta com os anos de esperiência também da Gyeon para usar o melhor produto para obter um polimento uniforme, isento de erros e claro, perfeito! Depois de passar o pano e remover o excesso de massa de polimento, o resultado já se começa a ver.

   Painéis tratados, segue-se as cavas e set rolante (jantes, pneus e travões). Num automóvel como o Aston Martin DBS, o acabamento brilhante das maxilas e das jantes é por si só um desafio em grande escala. O que é facto é que nem o Filipe nem os produtos da Gyeon se «sentem» ameaçados e prova disso é o resultado obtido, claramente superior ao de fábrica, dando até pena de usar este carro novamente na rua. De pinças polidas e jantes terminadas, seguimos para a fase de protecção.

    Quer a protecção de pintura, quer a protecção de cavas e acabamentos de plásticos do exterior, são realizados com produtos adequados e testados para que o resultado final seja aquilo que se pretende nesta empresa: perfeição. Não é por acaso que o Filipe da 2255 Car Detail é um dos 6 Gyeon Certified Detailer em Portugal, estatuto conseguido com mérito, muitas horas de trabalho e muitas formações e aprendizagem efectuados. A protecção da pintura, realizada com recurso ao selante cerâmico Gyeon Quartz (hidrorepelente e endurecedor de pintura – aumenta a resistência às agressões do exterior), é um dos pontos de viragem do detalhe automóvel aqui realizado. Nesta fase o factor wow começa a ser relevante e o efeito espelho vicia.

    Depois da protecção cerâmica também das jantes passamos ao interior. Efectivamente que olhando para este Aston Martin, não vimos os anos a passar. E porquê? Porque um dos «tendões de Aquiles» da marca britânica é a não-evolução do design interior. O volante continua com aspecto antigo e parece ter sido roubado do Aston Martin Virage de há décadas e a consola central continua igual desde o primeiro Aston Martin V8 Vantage. Problema? Para nós nenhum, é uma honra e um privilégio estar sentados no interior de um dos automóveis mais incomuns de Portugal e claro, de uma gema da história britânica recente. Qual James Bond, saímos deste interior para que o Filipe o possa detalhar e cuidar, numa das fases mais interessantes deste cuidado automóvel.

    Depois da higienização do interior e da hidratação e protecção de todos os componentes em pele, passa-se para a hidratação e polimento das secções em plástico e outros materiais não orgânicos do interior. Aqui, os detalhes contam mesmo e as marcas de uso (que neste Aston Martin são praticamente inexistentes) desaparecem, recuperando o interior os anos perdidos. O antes e depois, neste caso, é quase semelhante dado o veículo em questão, sendo necessário um olho treinado para «topar» essas diferenças. Depois dos vidros selados e novamente finalizados com protecção hidrorepelente (em dias como hoje, nem os limpa pára-brisas precisam de ser accionados), pode dizer-se que este DBS está quase finalizado.

A finalização de um longo trabalho.

   Horas e horas de dedicação, trabalho exclusivo e muita atenção ao detalhe são o resumo deste nosso artigo. Para nós e para vós, que vêm no automóvel aquela obra de arte, um prolongamento da vossa vida e claro, um «amigo», este tipo de cuidados são essenciais para que se possa prolongar a vida do mesmo. Se se fazem revisões, mudanças de óleo e manutenções periódicas, porque não assumir o cuidado estético e vital das várias partes do automóvel (ou mota, ou outro) como obrigatório?

   E como não poderia deixar de ser, terminamos este artigo com alguns agradecimentos. Temos de começar pela 2255 que nos acompanha quase desde o início da nossa aventura e cuja parceria começou num «copo» bebido já tarde num bar da Margem Sul e que tem sido benéfica para ambas as partes. Agradecemos também ao Pedro Ferreira pelo excelente trabalho no vídeo que aqui colocamos em seguida e que ajuda a contextualizar todas as fotos e palavras que neste artigo descrevem o trabalho tido com o fantástico Aston Martins DBS. E por falar no DBS, agradecemos ao dono do mesmo (que por razões óbvias, não revelamos o nome) pelo bom gosto automóvel e por permitir a realização deste trabalho e à Timeless Garage pelo apoio logístico. Props ainda para a MS Customs que partilha o local com a 2255 Car Detail e por fim, não menos importante por isso, à Petrolheart pelas fantásticas peças de roupa com que nos tem brindado e que ao longo das fotos podem ver. E se ficaram com dúvidas sobre o trabalho feito neste Aston, vejam o vídeo!

   Resta perguntar: já reservaram a vossa visita à 2255 Car Detail?

error: Content is protected !!
%d bloggers like this: